Home / Internacionais / Ásia / Turcomenistão e a Cratera do Fogo

Turcomenistão e a Cratera do Fogo

O Turcomenistão, localizado na Ásia Central, é um País que recentemente se desfez como uma República Soviética. Beirando o mar Cáspio, faz fronteira com o Cazaquistão, com o Uzbequistão, Afeganistão e Irã. Sua capital é Ashgabat. Com maioria muçulmana, a população tem como seu idioma oficial o turconenistanês, porém, também utilizam mais três idiomas o kazajo, uzbeko e o russo.

O clima local é muito rigoroso, com temperaturas que variam de 33° negativos, no inverno, a 50° no verão. A maior parte do território nacional é de deserto, o que faz sua população ser escassa e, as regiões povoadas, localizadas longe uma das outras. Entre estas áreas desérticas estão o Karakum, um dos maiores desertos do mundo localizado na parte central do País. Até por ser uma área basicamente de deserto tem poucos rios, entre eles Amu-Dyara, Murgab (áreas mais povoadas do País) e Tejen.

O País sofreu com um terremoto em 1948, deixando apenas algumas obras arquitetônicas, como a estátua de Lênin, em pé e intactas, e estes restos dão um belo contraste com novos prédios, mesquitas, mausoléus e parques naturais. Um belo cenário se constrói com plantas que crescem entre as rochas e campos florestais com árvores de nogueira. Lobos, raposas e antílopes são comumente avistados por lá assim como perdizes, galos negros, aves pernaltas, falcões, gaviões e uma enorme gama de pássaros.

Turcomenistão e a Cratera do Fogo
Turcomenistão e a Cratera do Fogo

O maior atrativo fica por conta do Museu Nacional de História e Etnografia, com coleção de artefatos de Nisa, umas das cidades mais importantes do Império Parto. Além de ter mostras representativas de toda a história local. O Museu de Artes possui pinturas soviético-turconenistanesas. Também é uma ótima pedida histórico cultural o Museu do Tapete, com mostras originais e diferentes feitas em tapeçaria, como o maior tapete feito a mão por mulheres, com 10X18 metros e, sua peculiaridade é ter sido feito especialmente para o Teatro Bolshoy de Moscou. Ainda é possível visitar dois espaços que, além da parte atrativa, são ótimos locais de compra, o Hipódromo e o Bazar Tolkuchka.

A cidade de Nisa também pode ser visitada na sua viagem ao País, onde está o Palácio real; Anau, outra antiga cidade que possui restos arqueológicos do período Neolítico;

Firuza; cidade montanhosa fronteiriça com a Turquia e o Irã; e a Bakharden, cidade que tem um lago que alcança 36° de temperatura.

Ao oeste do País, cidades como Turkmenbashi e Nebit Dag são ótimos locais de passeio. Oferecem Museu de História Regional, praias, comunidades pesqueiras locais e o Museu de História Natural. Ao leste a indicação fica por Sarachs, Mary e Merv, cidades com forte cunho histórico do Turcomenistão. Nelas estão o Museu de Abul Fazi, o Museu Regional, o Bazar Zelyony e o Tikinsky Bazar. Além das Fortalezas Erk-Kala e Giaur-Kala. E, ainda, o Mausoléu do Sultão Sanjar, a Cidadela do Sultão Kala, o Mausoléu de Muhammad ibn Zeid e a Fortaleza Kyz-Kala.

Mais impressionante fica por conta de uma cratera, criada por soldados soviéticos na década de 50. Na busca por gás natural, fizeram um buraco e jogaram fogo. Porém, este fogo não apagou mais e esta cratera é um dos melhores atrativos do Turcomenistão.

Enfim, o Turcomenistão oferece uma diversa e vasta atração turística e histórica que vale ser conferida com os próprios olhos.

Sobre josi

Olá Pessoal! Eu sou Josi, Administradora por formação e blogueira por paixão, estarei aqui todos os dias com vocês trazendo novidades para o site. Qualquer sugestão é bem vinda! Bem Vindos ao EspacoTurismo.com!

Veja Também

Japão Turismo

Parque Ueno: Japão Por: Trip Jack Um dos pontos que atrai muitos visitantes no Japão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/guiaturismo/www/blog/wp-includes/functions.php on line 4221

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/guiaturismo/www/blog/wp-includes/functions.php on line 4221